PORTAS PIVOTANTES E MOLAS DE PISO

Algumas informações úteis desse item básico das vidraçarias

 

PORTAS PIVOTANTES DE VIDRO CONTINUAM EM ALTA, principalmente duplas, em entradas de edifícios ou locais públicos de grande movimento. Elas permitem aberturas em centenas de ciclos diários com mínimo esforço, principalmente se acompanhadas de molas hidráulicas.

Nesse sistema, a folha gira em torno de um eixo vertical, o que traz vantagens: há economia de espaço (pois parte da folha é projetada para fora) e as ferragens ficam escondidas. Alguns atribuem a elas também mais segurança contra invasões que as portas de correr, embora esse argumento seja questionado por uma parte dos instaladores.

 

INÍCIO

As molas de piso tiveram seu inÍcio de fabricação no Brasil no início da introdução do vidro temperado pela Santa Lúcia Cristais (Blindex) e Saint Gobain, pois as portas de vidro temperado necessitavam ferragens e molas de piso.

No Brasil da época a fabricante era a Gemiclo, fabricante de molas aéreas que foi adquirida em 1984 pela alemã Dorma,líder na fabricação de molas hidráulicas no mundo.

Bernando Grimberg, atual diretor da Grimberg Consultoria, iniciou seu trabalho na Dorma logo após a aquisição, tendo como responsabilidade a atualização da tecnologia da fabricante alemã na América Latina. Ele participou da adaptação e desenvolvimento da mola hidráulica BTS 75V e R, em 1995, que veio a se tornar o produto líder mundial da Dorma, sendo fabricado no Brasil.

Nesta reportagem apresentamos algumas dicas para a instalação das molas de piso e também as novidades mais recentes em produtos. Antes de fazer o pedido dos vidros temperados para a têmpera, no caso de portas pivotantes, é importante respeitar três itens essenciais no caso de utilização de molas de piso: peso, espessura e largura da porta.

 

MÁXIMAS E MÍNIMAS

Portas de vidro temperado precisam ser suportadas por apenas duas dobradi.as de aperto (ferragens) posicionadas em dois, dos quatro cantos das portas. Devido a isso n.o . recomend.vel a utiliza..o de espessuras inferiores a 8 mm. Muitos instaladores defendem a espessura m.nima de 10 mm como ideal, embora essa regra n.o seja prevista 29em nenhuma norma t.cnica do vidro.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Precisa de ajuda?